Governo de Cabo Verde vende 28,5 por cento da Empresa Nacional de Combustíveis

9 March 2007

Praia, Cabo Verde, 09 Mar – O governo de Cabo Verde vai alienar 28,5 por cento da participação do Estado na Empresa Nacional de Combustíveis (Enacol) através de uma Oferta Pública de Venda a ter lugar na Bolsa de Valores de Cabo Verde.

O Estado cabo-verdiano ficará apenas com uma “golden share” de 1 por cento das acções, decisão justificada pelo governo com a importância estratégica da empresa.

A Bolsa de Valores de Cabo Verde e a Auditoria Geral de Mercado dos Valores Mobiliários (AGMVM) esperam ter o prospecto da operação pronto em breve após o que poderá ter lugar a OPV respeitante a 285.088 acções da empresa.

O capital social da Enacol é controlado pela Petrogal, do grupo português Galp Energia, e pela angolana Sonangol, ambas com 32,5 por cento, o Estado de Cabo Verde com 29,5 por cento, trabalhadores com 3,6 por cento e público em geral com 1,9 por cento.

A retirada quase total do Estado da Enacol é praticamente coincidente com os primeiros passos do processo de constituição da Empresa de Logística, em cuja estrutura societária participa o Estado, a Shell e a própria Enacol. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH