Brasil pretende captar reservas internacionais da China, diz presidente do Banco central

14 March 2007

São Paulo, Brasil, 14 Mar – O governo brasileiro vai dizer às autoridades chinesas que tem interesse em atrair uma fatia das reservas internacionais da China, noticiou terça-feira o jornal brasileiro Valor Econômico.

“[O Brasil] É um destino altamente favorável e competitivo nas questões que interessam à China, como energia, minérios, e existe interesse complementar”, disse o presidente do Banco Central brasileiro, Henrique Meirelles, na Suíça, onde participou de um encontro sobre a economia mundial com as principais autoridades monetárias, no Banco para Compensações Internacionais (BIS).

O governo chinês anunciou recentemente a criação de uma agência para diversificar a aplicação das reservas internacionais da China, que actualmente estão em cerca de 200 mil milhões de dólares.

Os contactos com as autoridades de Pequim, de acordo com o jornal brasileiro, serão feitos pelo Itamaraty (Ministério brasileiro de Relações Exteriores) e pelo Ministério brasileiro da Fazenda.

Embora considere que o Brasil “não está mais na fase de buscar investimentos”, Meirelles disse que o interesse do Brasil se apoiará “nas excelentes relações” entre Brasília e Pequim. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH