Mais seis empresas moçambicanas recebem selo “Made in Mozambique”

21 March 2007

Maputo, Moçambique, 21 Mar – Mais seis empresas receberam terça-feira em Maputo o selo “Made in Mozambique, uma campanha criada pelo Ministério da Indústria e Comércio para promover os produtos e bens moçambicanos.

As seis novas empresas a poderem utilizar o selo são a Kempe (serviços de engenharia e de manutenção), Higest (produção de rações para animais), Pierlite (iluminação eléctrica), Pintex (tintas e vernizes), Pandora Box (serviços informáticos) e Modet (detergentes).

A fim de legitimar a utilização do selo e logotipo “Made in Mozambique”, os directores das seis empresas assinaram termos de responsabilidade com o director da Unidade Técnica para a Promoção dos Produtos Nacionais, Claire Zimba, numa cerimónia presenciada pelos governadores da cidade e da província de Maputo, Rosa da Silva e Telmina Pereira, respectivamente.

Para que uma empresa possa aderir a esta campanha é necessário ter os seus impostos e contribuições em dia, estar legalmente autorizada a produzir determinado bem ou a comercializar determinado serviço e não ter salários em atraso.

Até à data 12 empresas já receberam o selo “Made in Mozambique”, nomeadamente a Linhas Aéreas de Moçambique e os dois operadores de telefones móveis – M-Cel e Vodacom, embora o capital desta última seja mais sul-africano do que moçambicano.

Claire Zimba anunciou que mais de 100 empresas já entregaram a documentação necessária para aderirem a esta campanha, cujo slogan é “Produzir moçambicano, consumir moçambicano, exportar moçambicano”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH