Reabilitação de Maputo vai custar 43 milhões de dólares nos próximos 3 anos

23 March 2007

Maputo, Moçambique, 23 Mar – A reabilitação da capital moçambicana Maputo vai custar 43 milhões de dólares nos próximos três anos, de acordo com uma estimativa apresentada quinta-feira pelo Conselho Municipal da cidade de Maputo.

A primeira fase da reabilitação da cidade (2007-2010) envolverá a reconstrução e construção de novas estradas, drenos, esgotos e a melhoria do sistema de recolha de lixo.

Num encontro com os potenciais investidores no Programa de Desenvolvimento de Maputo (Promaputo), o presidente do município, Eneas Comiche, frisou que a autarquia aguarda a entrega de30 milhões de dólares prometidos pelo Banco Mundial para este projecto.

Do governo moçambicano, o município espera uma contribuição de 6,5 milhões de dólares, que serão adicionados aos cerca de 6,7 milhões de dólares a saírem dos cofres do próprio executivo municipal, acrescentou Comiche.

“No final deste período, grande parte da rede de estradas estará reabilitada, novas valas de drenagem serão construídas e o sistema de abastecimento de água melhorado”, sublinhou Eneas Comiche.

Além das intervenções já indicadas, a primeira fase do Promaputo contempla igualmente a concepção do Plano Director de Urbanização, Transportes e Saneamento, disse Comiche.

O início da segunda fase daquele programa está agendado para 2010, prolongando-se até 2017, e visa a melhoria na prestação de serviços aos munícipes, tendo em conta que “a maioria das infra-estruturas estará já construída”, destacou o presidente do Conselho Municipal da Cidade de Maputo.

Este programa de reabilitação não inclui a orla marítima – que em alguns pontos se encontra em avançado estado de erosão – já que “este tipo de intervenção é de longo prazo”, justificou Comiche. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH