EDP – Energias de Portugal compra empresa norte-americana por 2,9 mil milhões de dólares

28 March 2007

Lisboa, Portugal, 28 Mar – A EDP – Energias de Portugal vai tornar-se no quarto maior operador eólico mundial com a aquisição da norte-americana Horizon Wind Energy por 2,9 mil milhões de dólares, afirmou terça-feira em Lisboa o presidente-executivo da empresa.

Com a aquisição anunciada por António Mexia, a EDP soma ao seu portfólio eólico mais 550 megawatts (MW) de capacidade já em operação e 997 MW de projectos de construção, estimando-se que acabe o ano com 3.800 megawatts brutos.

A Horizon conta, no entanto, com projectos eólicos com uma capacidade de 9.000 MW que deverão ser concretizáveis até 2020, afirmou o administrador financeiro da EDP, Nuno Alves.

António Mexia afirmou que esta aquisição “é a maior transacção feita por uma empresa portuguesa fora de Portugal”, transformando por completo a companhia.

O responsável disse ainda que esta operação, que será financiada em grande parte através de um empréstimo bancário no valor de 2,5 mil milhões de dólares, não vai pôr em causa a remuneração dos accionistas.

A compra da Horizon permitirá à EDP diversificar o seu portfólio nas energias renováveis e também os riscos de negócio e de regulação.

A capacidade de produção de electricidade a partir da energia eólica passa da anterior previsão de 4,2 gigawatts brutos em 2010 para 7,6 GW, repartidos pelos Estados Unidos (45 por cento), Espanha (36 por cento), Portugal (12 por cento) e resto da Europa (7 por cento).

Para assegurar a concretização dos projectos eólicos nos Estados Unidos, António Mexia afirmou que a EDP já tem firmados contratos com “múltiplos operadores” nos Estados Unidos para o fornecimento de aerogeradores, e está a fazer acordos adicionais para o período após 2008.

Entre os projectos em curso na Europa e nos Estados Unidos, a EDP vai construir em média 1.000 MW por ano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH