Petrobras e ENI vão investir na produção de biocombustível em Angola e Moçambique

28 March 2007

Brasília, Brasil, 28 Mar – A brasileira Petrobras e a italiana ENI (Ente Nazionale Idrocarburi) assinaram um acordo de parceria para a construção de fábricas de biocombustível no Brasil e em países africanos, tendo já iniciado conversações com Angola e Moçambique.

O director de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, afirmou terça-feira em Brasília que as duas empresas escolheram, nesta primeira fase, Angola e Moçambique, uma vez que já exploram petróleo nesses países, tendo as conversações com os respectivos governos já começado.

Costa precisou que o objectivo do acordo de parceria assinado é a produção de etanol a partir de cana-de-açúcar e utilizar outras matérias-primas para o fabrico de biodiesel, não estando ainda definido nem o montante a investir nem o número de projectos.

Em reunião na segunda-feira com dirigentes da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o primeiro-ministro italiano Romano Prodi manifestou interesse em investir 480 milhões de dólares na construção de quatro fábricas de biodiesel no Brasil.

A produção conjunta será vendida para a Itália e outros países europeus com o presidente da ENI, Paolo Scaroni, a afirmar que a União Europeia está a estudar um projecto para a adição de 5 por cento de biocombustível à gasolina e ao diesel.

A assinatura deste acordo entre a Petrobras e a ENI foi o ponto mais alto da visita que o primeiro-ministro da Itália, Romano Prodi, realizou ao Brasil. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH