Sector privado de Moçambique diz que há “melhorias” no ambiente de negócios

30 March 2007

Maputo, Moçambique, 30 Mar – A Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) considerou haver “melhorias” no ambiente de negócios no país, mas apelou ao reforço governamental no “acesso e uso do dinheiro e aproveitamento de terras”.

Falando no Conselho Alargado de Consulta do sector privado, no qual participa o governo moçambicano, o presidente da CTA, Salimo Abdula, considerou que o ambiente de negócios em Moçambique evoluiu.

No entanto, o representante do sector privado no país criticou a falta de melhorias em actividades que envolvem, nomeadamente, os Estudos de Impacto Ambiental.

“O ambiente de negócios no nosso país está a melhorar”, mas “não melhorou” no que diz respeito àquelas actividades que envolvem Estudos de Impacto Ambiental ou ainda aproveitamento de terras, no acesso e uso do dinheiro, e nas inspecções, disse.

Alguns participantes no encontro reclamaram a descentralização dos fundos para o desenvolvimento de sectores de Turismo e Energia para as províncias, lamentando o facto de muitos continuarem sedeados em Maputo.

Neste sentido, o grupo exortou o governo a criar uma política clara de comércio, defendendo que só deste modo se poderá evitar a invasão dos mercados nacionais com produtos de baixa qualidade. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH