Comissão Económica da ONU destaca desempenho da economia de Angola

3 April 2007

Luanda, Angola, 03 Abr – A Comissão Económica das Nações Unidas para África (CEA) destacou a República de Angola como o segundo país africano que melhores resultados económicos registou em 2006 e com um crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) na ordem de 17,6 por cento.

De acordo com um documento daquele organismo sobre a “evolução da situação económica e social de África”, obtido pela agência noticiosa angolana Angop em Addis-Abeba, num universo de dez países africanos que melhores resultados registaram em 2006, Angola figura no segundo lugar depois da Mauritânia.

O “dossier” aponta como indicadores do melhor desempenho da economia angolana a estabilidade macroeconómica, a apreciação da moeda nacional (kwanza) e, em consequência disso, o crescimento do índice do investimento directo estrangeiro no país em vários sectores económicos.

Porém, apesar do desempenho crescente de outros sectores da economia angolana, como Agricultura, Pescas e Construção Civil, o sector petrolífero continua a ser a principal “alavanca” do PIB, com uma contribuição na ordem de 57 por cento.

A África, no seu todo, teve um crescimento de PIB real de 5,7 por cento em 2006, contra 5,3 por cento em 2005 e 5,2 por cento em 2004.

Em geral, 26 países registaram um significativo crescimento económico nos últimos três anos, refere o documento da CEA.

Os dez países que melhores resultados registaram em 2006 são, por ordem decrescente, de acordo com a Comissão Económica para África, Mauritânia, Angola, Moçambique, Sudão, Etiópia, Líbia, Libéria, República Democrática do Congo, Congo Brazzaville e Malawi.

A pior economia africana foi a do Zimbabwe que registou, em 2006, um crescimento negativo de 4,4 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH