Escocesa Premier Oil abandona exploração de poço de petróleo na Guiné-Bissau

3 April 2007

Edimburgo, Escócia, 03 Abr – A petrolífera escocesa Premier Oil abandonou a exploração do poço “Espinafre 1” na Guiné- Bissau e vai deslocar o seu equipamento para um segundo local, “Eirozes 1”, que começará a explorar em breve.

Em declarações ao jornal escocês Evening News, o executivo da petrolífera, Simon Lockett, manifestou-se “desapontado por o “Espinafre 1″ não ter alcançado os objectivos almejados”.

O poço, que era considerado de “grande potencial” pela petrolífera escocesa, vai agora ser selado e abandonado.

Em comunicado divulgado no final da semana passada, a Premier explica que no poço “foram encontrados depósitos de sal mais à superfície do que o esperado e repetidas tentativas de desviar [a perfuração] não foram bem sucedidas devido a problemas de estabilidade”.

A plataforma usada nos trabalhos de exploração (“Santa Fe”), vai agora ser deslocada para um segundo poço de exploração na Guiné- Bissau, o “Eirozes-1”.

Depois de ter completado no ano passado a aquisição de informação sísmica sobre o “offshore” guineense, a petrolífera retomou no ano passado os trabalhos de exploração, onde é concessionária dos campos Esperança e Sinapa, na sub-bacia Casamança-Bissau.

Estes têm uma área total superior a 5.800 quilómetros quadrados, com profundidades entre 10 metros e 2.000 metros.

A Premier, que tem as suas principais operações na Indonésia e Vietname, é ainda concessionária dos blocos 7B e 7C. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH