França ajuda Moçambique no âmbito da Iniciativa para os Países Pobres Altamente Endividados

3 April 2007

Maputo, Moçambique, 03 Abr – Os governos francês e moçambicano assinaram segunda-feira em Maputo uma adenda ao Contrato de Redução da Dívida e de Desenvolvimento de 2004 que proporciona a Moçambique mais alívio na sua dívida para com a França.

A adenda prolonga por mais dois anos (2008-2009) o Contrato representando para as autoridades francesas um esforço suplementar para anular a totalidade da dívida bilateral de Moçambique.

De acordo com Thierry Viteau, embaixador da França em Moçambique, trata-se de um complemento das medidas de anulação da dívida decididas no quadro da Iniciativa para os Países Pobres Altamente Endividados.

Esta extensão irá trazer a Moçambique um suplemento de 8,9 milhões de euros, o equivalente a 301 milhões de meticais, e permite que se dê prosseguimento a projectos em diversas áreas socio-económicas.

São de destacar, entre tais projectos, o Programa Intersectorial de Saúde, em Cabo Delgado, apoio ao Plano Estratégico Nacional de Luta Contra o HIV/SIDA, apoio a uma estrutura de micro-finanças e contribuição ao apoio orçamental do grupo dos parceiros G18 para o período 2007-2009.

Estas acções estão inscritas na estratégia de parceria para o período 2006-2010, assinada entre Moçambique e França em Junho do ano passado e que define, para além da ajuda orçamental, um apoio concentrado nos sectores da Saúde e Ambiente. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH