Empresas angolanas beneficiam de programa da angolanização da Sonangol

12 April 2007

Soyo, Angola, 12 Abr – Vinte e uma empresas angolanas integradas no Projecto de Desenvolvimento de Participação Nacional (PDPN) da Sonangol arrecadaram nos últimos dois anos 2,3 milhões de dólares em contratos de prestação de serviço assinados com companhias petrolíferas que operam no país.

João Afonso Chipepe, economista senior do PDPN, disse à agência noticiosa angolana Angop que o montante de 2,3 milhões de dólares resulta de contratos feitos com empresas registadas pela Sonangol nas províncias de Luanda, Benguela, Cabinda e Zaire.

Neste processo, enquadrado na angolanização do sector petrolífero, as empresas angolanas realizam serviços múltiplos com o apoio técnico do Centro de Apoio Empresarial, consultoria contratada pela Sonangol para apoiar as empresas neste projecto.

A questão da angolanização começou a ser abordada com mais detalhe após a aprovação do decreto 20/82, através do qual o governo angolano estabeleceu que todas as companhias que exploravam petróleo no país deviam contribuir para a formação técnica de angolanos para o sector.

O decreto 20/82 estabelecia ainda metas para o preenchimento progressivo do quadro de pessoal das empresas nacionais e internacionais por angolanos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH