Moçambique líder na economia e Cabo Verde na educação em África – Banco Mundial

17 April 2007

Washington, Estados Unidos da América, 17 Abr – Moçambique é o país africano cuja economia mais cresce, face à média dos seus pares, e Cabo Verde é dos melhores na Educação e uso de ajuda externa, revela o Relatório de Desenvolvimento Mundial 2007, do Banco Mundial.

A média de crescimento económico em Moçambique, entre 1995 e 2005, rondou 6 por cento, enquanto nos países que partiram de condições semelhantes não chegou aos 2 por cento, indica o relatório World Development Indicators 2007, divulgado no passado domingo.

O desempenho moçambicano supera as médias de países europeus como a Rússia e a Hungria, num indicador liderado por países da Ásia Central – Azerbeijão, Arménia, Cazaquistão – e Europa – Bósnia, Letónia, Estónia – além da inevitável China.

No fim da tabela, como terceiro pior, à frente do Zimbabué e Ilhas Salomão, surge a Guiné-Bissau, cuja economia recuou mais de quatro por cento no referido período, quando a média dos congéneres foi positiva em quase dois por cento.

Cabo Verde destaca-se sobretudo na Educação, onde regista o terceiro melhor desempenho entre os países africanos, apenas superado por Togo e Etiópia.

A taxa de sucesso escolar do arquipélago subiu mais de três por cento entre 1994 e 2004, três vezes mais do que a média dos seus pares.

No índice de eficácia de ajuda ao desenvolvimento (IDA Resource Allocation Índex), Cabo Verde é o segundo melhor, acima dos quatro pontos numa escala de 1 a 6, sendo apenas superado pela Arménia.

A meio desta tabela surge Moçambique (3,5 pontos), e no último quarto da lista estão São Tomé e Príncipe (3 pontos), Guiné-Bissau (2,7 pontos), Angola (2,5 pontos). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH