Encontro de Maputo termina com assinatura de 16 protocolos de cooperação

23 April 2007

Maputo, Moçambique, 23 Abr – Dezasseis protocolos de cooperação entre empresários e organismos nacionais de promoção do comércio da China e de países de língua portuguesa, abrangendo as áreas de cooperação, desenvolvimento e distribuição de produtos, foram sexta-feira assinados em Maputo.

A assinatura dos referidos protocolos coincidiu com o encerramento do encontro de empresários para a cooperação económica e comercial entre a China e os países de língua portuguesa, evento realizado quinta e sexta-feira e que contou com a presença de 650 participantes oriundos, para além da China e Moçambique, de Angola, Cabo Verde, Macau e Portugal.

Ainda durante o evento, foram realizadas mais de 160 bolsas de contacto entre empresários nas áreas de construção, sector financeiro, serviços gerais, turismo, comércio, sector farmacêutico, assim como 20 encontros entre instituições e câmaras de comércio dos países integrantes do fórum, onde foram discutidos assuntos de interesse mútuo, incluindo a cooperação nas áreas de troca de informação, formação e de actividades promocionais.

Entre os acordos estabelecidos inclui-se um que envolve a Câmara de Comércio de Moçambique (CCM) e a China Council For Promotion of International Trade (CCPIT), a China Languang Group Company Limited e a Companhia de Construção INFRA de Moçambique, bem como outro entre a Câmara de Comércio de Moçambique e a Câmara de Comércio de Angola.

No encerramento do encontro, o ministro da Indústria e Comercio de Moçambique, António Fernando, salientou a necessidade de se assegurar a “materialização” dos acordos assinados a fim de atestar a eficácia de encontros como o realizado em Maputo e evitar o fracasso de algumas parcerias acordadas no passado.

“A celebração de diversos memorandos de entendimento entre os empresários aqui presentes é uma vitória mas começa uma nova etapa, porque há que materializar as parcerias em algo palpável”, disse, no final dos trabalhos do fórum que Pequim lançou em 2003, usando o território de Macau como elo de ligação para estreitar a cooperação e o intercâmbio entre empresas dos dois blocos.

Para o titular da pasta da Indústria e Comércio, o encontro de Maputo permitiu “um conhecimento cada vez maior das oportunidades de negócio que existem entre a China e a CPLP”.

“Abrimos novos horizontes quanto a oportunidades de negócios e testemunhámos a vontade que anima os empresários para capitalizar este tipo de encontros”, ressalvou António Fernando.

A próxima edição do Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e CPLP vai realizar-se em Cabo Verde no final do primeiro semestre de 2008. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH