Banco brasileiro BNDES vai abrir linha de crédito para Cabo Verde

24 April 2007

Lisboa, Portugal, 24 Abr – O Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES) do Brasil vai abrir uma linha de crédito para importação de produtos brasileiros por empresas cabo-verdianas, revelou segunda-feira a responsável do Departamento de Comércio Exterior da instituição financeira estatal.

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa a partir do Brasil, Luciene Ferreira Machado adiantou que a iniciativa resulta de um pedido de dois bancos cabo-verdianos, que financiarão as operações de importação, e que o montante da linha dependerá da avaliação de risco em curso.

“A operação está em avaliação”, mas “algum limite [de garantia] vai poder ser concedido” às importações de produtos brasileiros em Cabo Verde, afirmou, precisando que, no máximo, dentro dois meses a operação estará aprovada.

Nos últimos meses, o BNDES, que mantém uma linha de crédito para Angola especialmente activa desde o início do ano passado, foi também abordado, para o mesmo fim, pelas autoridades de São Tomé e Príncipe.

Em Angola, país onde o envolvimento do BNDES é mais antigo e mais substancial, o valor da carteira de projectos deverá ascender a 750 milhões de dólares até final do próximo ano, mais do que triplicando em relação aos actuais 205 milhões de dólares, adiantou.

De acordo com Luciene Machado, a prioridade vai para o financiamento de exportações usadas em projectos de infra-estruturas, em particular rodoviárias, em que estão envolvidas as principais construtoras brasileiras – Odebrecht, Andrade Gutierrez e Camargo Correa.

Em Outubro ou Novembro deste ano terá lugar novo encontro entre o BNDES e o Banco Nacional de Angola, que servirá para definir as prioridades para o próximo ano.

O apoio às exportações brasileiras para Angola é suportado pela linha de crédito BNDES-Exim e garantida através de seguro de crédito à exportação pelo Fundo de Garantia às Exportações.

Em 2006, as exportações brasileiras para Angola aumentaram 60 por cento face ao ano anterior, para 836,1 milhões de dólares (617 milhões de euros), e em relação a 2004 mais do que duplicaram o seu valor. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH