Taxa de inflação na Guiné-Bissau inferior a três por cento, ministro das Finanças

25 April 2007

Bissau, Guiné-Bissau, 25 Abr – A taxa da inflação da Guiné-Bissau é actualmente inferior a três por cento, ao contrário dos mais de 50 por cento de há uma década, afirmou terça-feira em Bissau o novo ministro das Finanças, Issuf Sanhá.

O novo titular da pasta das Finanças fez esta afirmação quando procedia ao balanço dos dez anos de adesão da Guiné-Bissau à União Económica e Monetária Oeste Africana (UEMOA) que agrupa oito países.

De acordo com Issuf Sanhá, que transitou do anterior executivo da pasta da Economia para a das Finanças, a Guiné-Bissau “ganhou muito” com a sua adesão à UEMOA, há uma década.

Para Sanha, em dez anos de adesão à UEMOA, a taxa de inflação estabilizou-se de tal forma que a economia do país conheceu melhorias em todos os domínios, nomeadamente no que se refere à estabilidade macro-económica, aumento da troca comercial no espaço UEMOA, estabilidade cambial e o aumento da circulação de pessoas e bens.

A conferência de imprensa de Issuf Sanhá marcou o arranque das comemorações dos dez anos da adesão da Guiné-Bissau à UEMOA que culminarão a 2 de Maio com a inauguração da nova sede central do Banco Central dos Estados da África Ocidental (BCEAO) em Bissau. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH