Água potável vai chegar a mais 830 mil pessoas do sul de Moçambique

27 April 2007

Maputo, Moçambique, 27 Abr – A conclusão das obras de ampliação da rede de abastecimento de água potável às cidades de Maputo e Matola e vila de Boane, dentro de cinco anos, vai beneficiar mais de 830 mil pessoas, de acordo com o diário Notícias, de Maputo.

Lançado quarta-feira em Maputo pela primeira-ministra Luísa Diogo, o projecto para a optimização e expansão do sistema de abastecimento de água prevê investimentos na ordem de 95 milhões de dólares.

O projecto é financiado conjuntamente pelo governo de Moçambique, com 13,8 milhões de dólares, Banco Europeu de Investimentos (31 milhões), Países Baixos (18 milhões), Comissão Europeia através da Facilidade para a Água (25 milhões de euros) e Agência Francesa de Desenvolvimento (6,6 milhões de euros) sendo os apoios holandês, da Comissão e francês donativos.

Nelson Beete, presidente do Conselho de Administração do Fundo de Investimento e Património de Abastecimento de Água, afirmou ao Notícias que os acordos de financiamento e de implementação do projecto foram assinados em Julho do ano passado prevendo-se que a execução física das obras aconteça a partir de 2008.

De acordo com Beete, o projecto consiste na construção de uma nova Estação de Tratamento de Água no Umbelúzi, com capacidade de 96 mil metros cúbicos por dia, a instalação de uma conduta adutora de 1000 milímetros de diâmetro e uma extensão de cerca de 14 quilómetros entre a estação e o centro distribuidor da Matola.

O projecto prevê ainda a reabilitação, reforço e expansão de cerca de 350 quilómetros da rede de distribuição de água, bem como a construção de três centros distribuidores com capacidade total de 15900 metros cúbicos e a construção de 60 pequenos sistemas para bairros não servidos pela actual rede.

O abastecimento de água, que ora beneficia 670 mil pessoas, passará a cobrir 1,5 milhões, um acréscimo de mais 830 mil utentes. A cobertura vai passar dos actuais 40 para 73 por cento da população total, que se estima que será de pouco mais de dois milhões em 2010.

Estas obras complementam as do novo Centro Distribuidor de Laulane, já em curso. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH