Caminhos de Ferro de Moçambique aumenta parque de locomotivas

4 May 2007

Maputo, Moçambique, 04 Mai – O sistema ferroviário da Caminhos de Ferro de Moçambique-Sul (CFM-Sul) conta, desde o último fim-de-semana, com mais cinco locomotivas importadas da Índia para reforçar a capacidade de transporte de carga ao longo do Corredor de Maputo.

De acordo com o jornal Notícias, de Maputo, as cinco locomotivas são parte de um lote de dez, a completar-se em Julho próximo, com a chegada das restantes, que deverão, durante os três anos seguintes, fortalecer a frota dos CFM-Sul, actualmente composta por 12 máquinas.

A aquisição daquelas máquinas, recondicionadas, efectiva-se em “leasing”, devendo os CFM-Sul pagar 2,4 milhões de dólares em cada um dos próximos três anos, de acordo com Aboobacar Mussá, responsável do projecto.

Questionado sobre as razões que levaram os CFM a adquirir máquinas recondicionadas, ao invés de novas, Aboobacar Mussá disse que pelo lote de 10 a companhia pública dos portos e caminhos de ferro vai desembolsar 7,2 milhões de dólares, enquanto que uma locomotiva nova ronda 5 milhões de dólares.

Acrescentou que mesmo a África do Sul, país mais desenvolvido do que Moçambique, já opta pela estratégia de adquirir locomotivas recondicionadas, garantindo que as máquinas, cuja entrada em funcionamento está prevista ainda para este mês, são recentes, modernas e robustas.

Para além das 12 locomotivas em funcionamento, que em breve passarão para 22, os CFM-Sul possuem outras 45 em reabilitação, num investimento de pouco mais de 31 milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH