Reputação de Cabo Verde depende de maior controlo do sector financeiro – FMI

9 May 2007

Washington, Estados Unidos da América, 09 Mai – Cabo Verde deve fortalecer a regulação e supervisão do sector financeiro, em particular contra lavagem de dinheiro e financiamento de actividades ilícitas, para manter a “boa reputação” que o país tem, recomendou terça-feira o Fundo Monetário Internacional (FMI).

A recomendação é feita no relatório da segunda revisão do programa de Instrumento de Apoio às Políticas (PSI, na sigla em inglês), em que o Fundo traça um cenário optimista para a evolução da economia cabo-verdiana, mas lança alertas.

“O desenvolvimento do sector financeiro tem de ser feito de forma prudente e em conformidade com as melhores práticas internacionais”, afirma o sub-director do FMI, o brasileiro Murilo Portugal, no referido documento.

“Para salvaguardar a boa reputação de Cabo Verde, é importante que as autoridades avancem com reformas que fortaleçam a regulação e a supervisão do sector financeiro”, adianta.

As reformas, prossegue, devem “incluir o sector do off-shore” contemplar “provisões contra a lavagem de dinheiro e combate ao financiamento do terrorismo”.

Em termos orçamentais, o arquipélago está dentro dos objectivos definidos no âmbito do programa PSI, para um período de três anos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH