São Tomé e Príncipe recebe dinheiro do Banco Africano de Desenvolvimento para redução de pobreza

17 May 2007

Xangai, China, 17 Mai – O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) atribuiu quarta-feira a São Tomé e Príncipe uma doação para actividades de redução de pobreza no país, no primeiro dia da reunião anual de governadores da instituição.

O acordo de atribuição do donativo, entre 500 mil e 600 mil dólares, foi assinado entre Joseph Eichenberger, vice-presidente do BAD, e Luís Sousa, administrador de Política Monetária e Cambial do banco central de São Tomé e Príncipe, que lidera a delegação são-tomense em representação da ministra das Finanças e do Plano do país.

As verbas que o BAD atribuiu a São Tomé e Príncipe, de acordo com Luis Sousa, vão financiar a estratégia de redução da pobreza no país, através da formação de quadros e de pessoal para a aplicação de políticas contra a pobreza.

Xangai, capital financeira da China, acolhe até hoje a cimeira anual do BAD, com a participação de governadores de bancos centrais e ministros da economia e finanças dos 53 países africanos que fazem parte do banco e representantes dos 24 membros não-africanos, bem como três chefes de Estado, entre eles Pedro Pires, de Cabo Verde.

Fundado em 1964, e com sede em Abidjan, capital da Costa do Marfim, o Grupo BAD inclui três instituições (Banco Africano de Desenvolvimento, Fundo para o Desenvolvimento Africano e o Fundo Fiduciário Nigeriano), que têm como objectivo a promoção do desenvolvimento social e económico no continente através de empréstimos, investimentos e assistência técnica. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH