Caminhos-de-Ferro de Luanda voltam a funcionar uma década depois

18 May 2007

Luanda, Angola, 18 Mai – O caminho-de-ferro voltou a funcionar nos arredores de Luanda quinta-feira pela primeira vez em dez anos, ligando a cidade de Viana ao município de Rangel, já no interior da capital, informou a imprensa angolana.

Duas composições partiram simultaneamente às 05:30 dos dois extremos da linha actualmente em funcionamento, tendo coberto a distância de cerca de 14 quilómetros em 50 minutos.

Na chegada à estação dos Musseques, no Rangel, dois autocarros transportaram os passageiros no restante trajecto até ao centro da capital angolana.

Por 30 kwanzas (30 cêntimos de euro) o bilhete, os passageiros viajam num comboio de quatro carruagens de fabrico chinês, aliás, a linha de caminho-de-ferro foi recuperada ao abrigo da linha de crédito disponibilizada pela China.

Os Caminhos-de-Ferro de Luanda (CFL), que entraram em funcionamento em 1909, chegaram a ter 479 quilómetros de extensão, entre linhas e ramais, mas desde a independência entraram em declínio, acentuado pelo conflito armado, tendo deixado de funcionar definitivamente nos anos 90.

A época das chuvas, que terminou oficialmente na segunda-feira, foi particularmente dura, levando à degradação acentuada da maioria das vias de acesso à capital, nomeadamente a estrada que liga Viana a Luanda, onde as pessoas chegam a demorar quatro a cinco horas para percorrer 16 quilómetros.

Neste momento, os CFL têm duas locomotivas para efectuar o trajecto entre Viana e o Rangel, estando à espera de outras duas destinadas às viagens de longo curso e mais seis para as ligações suburbanas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH