Grupo português prevê facturar mais no Brasil do que em Portugal

21 May 2007

Lisboa, Portugal, 21 Mai – O grupo português SGC vai facturar mais no Brasil do que em Portugal dentro de dois anos a partir da ampliação dos negócios nos sectores imobiliário, financeiro e de telecomunicações, afirmou sexta-feira em Lisboa o seu presidente, João Pereira Coutinho.

“O Brasil está muito positivo, com uma tendência forte de crescimento. A curto prazo, o grupo [SGC] é maior lá do que em Portugal”, afirmou à agência noticiosa portuguesa Lusa o empresário, eleito na passada semana personalidade portuguesa do ano pela Câmara de Comércio Luso-Brasileira.

Um dos principais negócios da SGC no Brasil é a Unidas, maior empresa brasileira de gestão de frotas e que também actua no aluguer de veículos e na venda de carros usados.

Entre as novas apostas em desenvolvimento do grupo, de acordo com Coutinho, está o sector financeiro, onde o objectivo é oferecer serviços de “crédito especializado”.

Braço do grupo SGC, a SAG – Soluções Automóveis Globais é parceira do grupo Santander Consumer no Interbanco, líder de mercado no financiamento à compra de veículos novos.

No Brasil, o grupo SGC factura actualmente perto de 450 milhões de reais e em Portugal, a SAG, maior empresa do grupo em Portugal, registou um volume de negócios de 173 milhões de euros (458 milhões de reais). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH