Portuguesa Galp Energia e brasileira Petrobras ponderam investimentos em biocombustíveis

21 May 2007

Lisboa, Portugal, 21 Mai – A portuguesa Galp Energia e a brasileira Petrobras assinaram na sexta-feira um memorando de entendimento para a formação de uma “joint-venture” para a exploração de negócios na área de biocombustíveis, com a possibilidade de fornecimento a Portugal de 300 mil toneladas de biodiesel.

O presidente-executivo da Galp, Manuel Ferreira de Oliveira, e o da Petrobras, Sérgio Gabrielli, afirmaram, em conferência de imprensa após a assinatura do memorando, que trata-se de um entendimento que vai ser construído a partir de “um papel em branco”, depois de estudos de viabilidade técnica, económica e financeira para a produção, comercialização e distribuição de óleos vegetais e/ou biocombustíveis.

As negociações deverão estar concluídas até o final de Julho.

Ferreira de Oliveira disse que as duas empresas estão a iniciar um estudo que pode levar a “uma parceria material” capaz de produzir 600 mil toneladas de biocombustíveis por ano.

Dessas 600 mil toneladas, Ferreira de Oliveira admite que 300 mil se destinem a suprir as necessidades do mercado português, para cumprir com o objetivo de incorporar 10 por cento de biocombustível no sector rodoviário até 2010.

As outras 300 mil toneladas deverão ser destinadas ao mercado da Europa, uma vez que a Petrobras tem ambições de exportação de biocombustíveis para o continente.

Sobre os investimentos destinados a este projecto, não foram revelados números, e tão pouco a forma como o negócio será organizado entre as duas empresas.

O presidente da Petrobras afirmou que este memorando visa à realização de estudos para analisar “as condições de produção, de processamento, de transporte, de mercado, as condições societárias de parceria, a rede de fornecedores e de distribuidores”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH