Embaixador da China diz que Cabo Verde tem hipóteses de vir a ter uma zona de comércio sino-africano

25 May 2007

Praia, Cabo Verde, 25 Mai – O embaixador da China em Cabo Verde, Sun Rongmao, afirmou quarta-feira na Praia que o país poderá vir a ter uma das 6 zonas especiais de comércio que as autoridades de Pequim pretendem criar em África.

De acordo com o jornal A Semana, Sun Rongmao, que está a terminar a sua missão ao fim de três anos como embaixador em Cabo Verde, aposta na “excelente posição geo-estratégica” de Cabo Verde para ser escolhido como sede de uma dessa zonas, considerando que existem “boas hipóteses” de tal vir a acontecer.

“Neste momento, a própria embaixada está a fazer um grande esforço para que Cabo Verde possa vir a acolher uma dessas zonas”, indicou o diplomata, garantindo que o governo chinês apoia essa pretensão cuja concretização também depende de outros factores, como fez questão de referir.

Sun Rongmao disse que os empresários chineses terão uma palavra a dizer, pelo que “deverão estudar o assunto antes de ser tomada uma decisão”, que também levará em conta as condições que Cabo Verde apresentar em termos de infra-estruturas e de ligações a outros países africanos.

Na passada terça-feira, o ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde afirmou em Macau ter manifestado, mais uma vez, às autoridades de Pequim o interesse do país e em acolher uma zona especial de comércio.

O titular da pasta dos Negócios Estrangeiros do governo da Praia, que efectuou uma visita à China, recordou que Cabo Verde tem uma boa situação geográfica “entre a África, as Américas e a Europa” e argumentou que o país vive em paz e possui estabilidade social, elementos “importantes para o desenvolvimento da actividade económica”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH