Presidente da Guiné Equatorial quer ligações aéreas com São Tomé e Príncipe

30 May 2007

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 30 Mai – São Tomé e Príncipe e a Guiné Equatorial vão criar uma linha de transporte aéreo para ligações entre as capitais dos dois países, anunciou o presidente equato-guineense, Teodoro Nguema, que terminou segunda-feira uma visita a São Tomé.

Teodoro Obiang Nguema disse que o acordo a ser concretizado ainda este ano prevê também serviços de ligações áreas com algumas capitais dos países da Comunidade Económia e Monetária da África Central (CEMAC).

Fundada em 1994, a CEMAC é uma organização regional africana formada por seis países da Áfrical Central que dispõem de uma moeda única, o franco CFA, nomeadamente, Camarões, República Centro Africana, Congo Brazaville, Gabão, Guiné Equatorial e Chade.

Apesar de São Tomé e Príncipe não pertencer à CEMAC, o presidente da Guiné Equatorial defendeu a montagem de um negócio “rentável” com o arquipélago, na base de voos a operar a partir de Malabo, capital equato-guineense com destino a São-Tomé.

“Um acordo para que a companhia seja rentável porque iremos necessitar da estabilidade económica para cobrir também as capitais da CEMAC”, sublinhou Teodoro Nguema que incentivou São Tomé Príncipe a aderir à CEMAC.

Durante a visita de três dias à capital são-tomense, Teodoro Nguema visitou obras de reabilitação de estradas que contam com financiamento da Guiné Equatorial no âmbito da cooperação bilateral.

Há pouco menos de um mês uma empresa equato-guineense apresentou ao governo são-tomense uma proposta para a construção de um novo aeroporto e um porto petrolífero na ilha autónoma do Príncipe, que dista 150 quilómetros de São Tomé. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH