Produção angolana de petróleo atingirá 1,85 milhões de barris por dia até ao final do ano

31 May 2007

Malanje, Angola, 31 Mai – O sector petrolífero angolano pretende alcançar até ao final do ano uma produção diária de 1,85 milhões de barris contra os actuais 1,4 milhões, afirmou quarta-feira em Malanje uma fonte do Ministério dos Petróleos citada pela agência noticiosa angolana Angop.

A fonte do Ministério dos Petróleos afirmou que, com o aumento da produção, o governo angolano tem por objectivo imediato a construção, na província de Benguela, de uma nova refinaria com capacidade de processamento de 200 mil barris/dia, com o propósito de abastecer os mercados nacional e internacional com produtos refinados.

Para aumentar a produção, várias acções estão em curso na Bacia do Baixo Congo, fruto das várias descobertas comerciais realizadas nos últimos dez anos.

No Bloco 17, o destaque vai para o campo Rosa, cujo início de produção deverá ocorrer no segundo semestre deste ano.

Ainda no bloco 17, os campos Cravo/Lírio serão desenvolvidos como independentes, separados das infra-estruturas do Girassol, de modo a permitir a ligação posterior com Orquídea/Viola, uma opção que está em estudo.

O desenvolvimento dos campos Plutão, Saturno, Vénus e Marte (PSVM), localizados na zona norte do Bloco 31, marca o início desta actividade em águas ultra-profundas, cuja produção máxima estima-se em 125 mil barris/dia e a primeira produção deverá ocorrer em 2009/10.

O sector petrolífero está a ser radiografado no II Fórum de Quadros Angolanos, que decorre de 29 de Maio a 01 de Junho próximo, tendo como objectivo promover o diálogo entre as diversas gerações de quadros nacionais ao serviço do sector petrolífero. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH