Resort Sambala Village em Cabo Verde abre na Primavera de 2008

5 June 2007

Cidade da Praia, Cabo Verde, 05 Jun – O empreendimento turístico Sambala Village, na ilha cabo-verdiana de Santiago, deverá começar a funcionar na Primavera de 2008, afirmou segunda-feira ao macauhub o director de Marketing, Jim Campbell.

A empresa proprietária do empreendimento, a São Francisco Development Company de Cabo Verde, do magnata anglo-norueguês ligado à indústria naval Daniel Grepne, que nos anos 60 adquiriu o terreno onde o mesmo está a ser construído, já investiu na sua construção mais de 20 milhões de euros.

O empreendimento, com uma área de 20 quilómetros quadrados localizado no sudeste da ilha de Santiago, a seis quilómetros da capital, está a ser construído por fases estando concluída a primeira, com 382 apartamentos edificados em nove blocos residenciais e 68 vivendas.

Na segunda fase, em construção, serão edificadas 41 vilas e 195 vivendas igualmente localizadas junto da praia de São Francisco que tem 800 metros de largura.

Jim Campbell disse que, na terceira fase do empreendimento, cuja conclusão total está prevista para 2010, serão construidas apenas vilas.

O director de Marketing do Sambala Village revelou igualmente que deverão ser construídos três hotéis na estância turística decorrendo neste momento negociações com potenciais interessados na sua gestão.

O Sambala Village, cujas obras começaram em Junho de 2005, está a vender os apartamentos da primeira fase do empreendimento com um quarto a 58 mil euros e as vivendas de 3 quartos a 127 mil euros.

Jim Campbell revelou igualmente que o investimento final do Sambala Village , quando estiverem concluídas as cinco fases que incluirão campos de golfe e uma marina, poderá ser superior a 100 milhões de euros.

O Sambala Village quando concluído será o maior empregador da ilha de Santiago com mais de 800 operários. Neste momento já trabalham no Sambala Village 450 operários cabo-verdianos e 20 britânicos.

O Sambala Village acaba de inaugurar, entretanto, uma estação de dessalinização que com uma capacidade inicial de um milhão de litros de água potável por dia, que representou um investimento de oito milhões de euros.

A estação de dessalinização fornece igualmente água potável a cerca de mil residentes nas vilas de Vale da Custa e São Francisco. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH