Cabo Verde na fase final de adesão à Organização Mundial de Comércio – ministro

6 June 2007

Paris, França, 06 Jun – Cabo Verde está na fase final do processo de adesão à Organização Mundial de Comércio (OMC), que deverá consumar-se em 2008, nove anos depois do pedido de entrada, afirmou segunda-feira em Paris o ministro cabo-verdiano da Economia.

“Fizemos a escolha da liberalização económica; não há nada de mais normal que prosseguir este andamento na mundialização, entrando na organização que está encarregue da sua regulação”, afirmou o ministro José Brito em Paris, em declarações à agência noticiosa pan-africana Panapress.

Cabo Verde e São Tomé são actualmente os dois únicos países da África de língua oficial portuguesa que não pertencem à OMC, organização sedeada em Genebra, que conta com um total de 150 países-membros.

Para o ministro da Economia, Crescimento e Competitividade cabo-verdiano, a adesão “obriga a ter leis que melhorem a competitividade”, mas o país “está bem preparado para tirar o melhor proveito” da participação na OMC, tendo em conta o actual nível de investimento directo estrangeiro, na ordem dos 600 milhões de dólares.

“Teremos a partir de finais de Junho uma nova reunião de etapa com os líderes da OMC e vamos trabalhar para obter a aprovação do nosso dossier de adesão em Dezembro de 2007 de maneira a desencadear, imediatamente após, o procedimento de adesão”, adiantou.

Cabo Verde apresentou o pedido inicial de adesão à OMC em Novembro de 1999.

No final deste ano, Cabo Verde sai do grupo de Países Menos Avançados (PMA), na classificação das Nações Unidas, passando ao de Desenvolvimento Médio.

De acordo com previsões do Banco de Cabo Verde, o país deverá crescer este ano entre seis e sete por cento, depois de um ganho de 6,1 por cento em 2006. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH