Iniciativas do plano de acção do Fórum Macau vão decorrer na China no 2º semestre

7 June 2007

Pequim, China, 07 Jun – O Ministério do Comércio da China vai organizar no segundo semestre seis iniciativas constantes do plano de acção que os ministros dos países-membros do Fórum Macau aprovaram num encontro em Setembro de 2006, anunciou quarta-feira a organização.

De acordo com o plano de acção enviado pelo secretariado do Fórum à agência noticiosa portuguesa Lusa em Pequim, um curso de prevenção e tratamento do HIV/Sida será a primeira das seis iniciativas que o Ministério vai levar a cabo em diversas cidades no interior da República Popular da China no segundo semestre de 2007.

Changsha, a capital da província central de Hunan, recebe a segunda acção de formação no âmbito do Fórum Macau, um colóquio de vinte dias sobre desenvolvimento agrícola sustentável.

Pequim recebe depois em Setembro diversos funcionários da área da economia das administrações públicas dos países africanos de língua portuguesa e de Macau para um terceiro colóquio, desta vez sobre administração económica, no qual a organização prevê “a troca de experiências com as autoridades governamentais, peritos e empresas da China”.

Ainda na área económica, mas no sector da alta tecnologia, o Ministério do Comércio chinês e o Fórum Macau prevêem a organização de um quarto colóquio na cidade de Shenzhen, fronteira a Hong Kong, na província de Guangdong, sul do país.

O calendário das acções para 2007 no interior da China inclui ainda a participação, em Setembro, de funcionários públicos dos países de língua portuguesa do sector da administração económica na Feira Internacional de Comércio e Investimento da China, na cidade de Xiamen, na província costeira de Fujian.

A organização prevê ainda a participação na Feira de Produtos de Alta Tecnologia da China que decorre em Shenzhen em Outubro, que, tal como a participação na feira de Xiamen, se insere nas acções de promoção do comércio e investimento do plano de acção do Fórum Macau.

O Fórum Macau, que nasceu em 2003 e tem como designação oficial Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) é uma iniciativa do governo central da República Popular da China e cuja realização cabe ao governo da Região Administrativa Especial de Macau.

A organização, que realizou a primeira reunião ministerial em Abril de 2003, engloba a China e todos os países de língua portuguesa à excepção de São Tomé e Príncipe, que não tem relações diplomáticas com Pequim. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH