Economia de Angola vai crescer a um ritmo anual de 35 por cento, FMI

13 June 2007

Luanda, Angola, 13 Jun – Angola é o país que regista a maior taxa de crescimento económico do mundo, de acordo com a edição de terça-feira do Jornal de Negócios de Portugal que cita fontes do Fundo Monetário Internacional(FMI).

De acordo com as previsões do FMI, em 2007 Angola vai crescer a um ritmo anual de 35 por cento.

Desde 2002, com o fim da guerra civil, Angola iniciou um período de “forte crescimento económico sustentado pelo aumento das receitas associadas ao petróleo, reconstrução de infra-estruturas produtivas e realojamento de cerca de quatro milhões de deslocados internos”, refere o FMI.

Na estrutura da economia angolana o petróleo e o gás representam 49 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) e os diamantes cerca de 5 por cento.

Na óptica da despesa, o FMI destaca as exportações com um peso de 80 por cento no PIB.

No orçamento para 2007, o governo de Angola prevê um crescimento ligeiramente acima dos 30 por cento, influenciado não apenas pela entrada em funcionamento de novos blocos petrolíferos, mas também pela revitalização de sectores como a agricultura, silvicultura, pescas e a construção.

A variação real acumulada do PIB entre 2002 e 2006 foi de 89,6 por cento.

O orçamento para 2007 prevê um défice orçamental de 3 por cento do PIB e a meta de inflação é de 10 por cento.

No que toca à distribuição orçamental, o sector social, com 28,1 por cento da despesa do total, continua a beneficiar da maior proporção, o sector da defesa e ordem interna é contemplado com cerca de 12,7 por cento e os gastos com a administração pública consomem 22,6 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH