Transportadora aérea de Angola quer voar para a China

13 June 2007

Luanda, Angola, 13 Jun – Angola apresentou uma proposta da transportadora aérea nacional Taag para efectuar voos regulares para a China devido ao aumento da procura para esta rota, afirmou terça-feira em Luanda Gaspar Santos, do Instituto Nacional de Aviação Civil (Inavic).

Gaspar Santos, chefe de departamento de Transporte Aéreo do Inavic, citado pela agência noticiosa angolana Angop, adiantou que “a grande procura por parte dos passageiros, na rota para a China, cresceu muito nos últimos tempos, levando a companhia aérea Ethiopian Airlines a aumentar as suas frequências, de dois para três voos semanais”.

Actualmente, os passageiros que viajam de Angola para a China utilizam os voos da companhia aérea Ethiopian Airlines, escalando a capital etíope, Addis Abeba.

Gaspar Santos adiantou que os governos de Angola e da China poderão assinar, ainda este ano, um acordo visando a abertura de uma rota aérea entre os dois países e acrescentou que novos acordos entre Angola e outros países, nomeadamente Alemanha, Holanda, Botswana, Benin, República Centro Africana e Gabão, estão em análise.

No passado mês de Fevereiro a companhia aérea China Southern Airlines anunciou que ia começar a voar este ano de Cantão para Luanda, em Angola.

O voo faz parte de 10 outras rotas internacionais que a China Southern Airlines, uma das maiores companhias aéreas da China, vai lançar a partir de Cantão, a sua base de operações na capital da província de Guangdong. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH