Sul-africanos investem no porto de Maputo, Moçambique

25 June 2007

Joanesburgo, África do Sul, 25 Jun – A empresa sul-africana Grindrod anunciou que irá investir cerca de 80 milhões de dólares no porto de Maputo, o que permitirá aumentar substancialmente a capacidade dos terminais de carvão e de automóveis.

A Grindrod, que detém 95 por cento do terminal de carvão e 12 por cento do porto de Maputo no seu todo, aposta na capital moçambicana para aliviar os congestionamentos em diversos tipos de mercadoria que actualmente se verificam em vários portos sul-africanos.

O terminal de carvão de Maputo deverá ter uma capacidade máxima de 3 milhões de toneladas/ano depois das obras prontas, em Dezembro, mas os planos incluem a duplicação desse volume nos próximos anos.

Quanto ao terminal de veículos automóveis, ele estará equipado para manusear anualmente 63 mil veículos, que poderá ser aumentada para 250 mil/ano se para isso houver necessidade, afirmou Dave Rennie, director-executivo da Grindrod.

Dave Rennie recordou que a capacidade do terminal de ferrocrómio foi recentemente aumentada para 1,3 milhões de toneladas/ano.

Apesar de substanciais investimentos feitos em diversos portos sul-africanos nos últimos anos e de outros ainda em curso, algumas das instalações portuárias estão a chegar ao seu limite físico de manuseamento de cargas, o que poderá levar os operadores a utilizarem o porto de Maputo como alternativa para servir o mercado sul-africano e regional.

Uma das grandes vantagens de Maputo é estar mais próximo da província de Gauteng (onde se situam Joanesburgo e Pretória) e que é a capital económica e política do país.

O terminal de veículos automóveis de Durban, por exemplo, recebeu investimentos de 100 milhões de randes em 2004 e movimentou no ano passado 289 mil viaturas, importadas e exportadas, enquanto os portos de Port Elizabeth e East London possuem uma capacidade combinada de 95 mil unidades/ano.

O aumento da capacidade exportadora da indústria automóvel sul-africana colocou grande pressão nos operadores portuários, o que coloca o porto de Maputo bem posicionado para beneficiar das condições favoráveis. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH