Electricidade de Moçambique vai investir 382 milhões de dólares na electrificação rural

26 June 2007

Maputo, Moçambique, 26 Jun – A empresa estatal Electricidade de Moçambique (EDM) comprometeu-se a estabelecer 210 mil novas ligações até 2009 e a realizar investimentos de 382 milhões de dólares, nos termos do novo contrato-programa sexta-feira assinado em Maputo.

Daquele montante 30 por cento terão origem nas reservas da própria empresa e o contrato-programa obriga o governo a apoiar a EDM na obtenção dos 70 por cento de financiamento externo para os projectos de investimento.

O ministro das Finanças, Manuel Chang, que assinou o contrato em nome do governo, disse que estas novas ligações irão beneficiar cerca de 1 milhão de pessoas ou aproximadamente 5 por cento da população do país.

Chang disse ainda que o governo vai negociar caso a caso o pagamento dos impostos devidos pela importação de equipamento para projectos de electrificação rural e negociar ainda com a EDM o perdão parcial da dívida da empresa ao Estado.

O ministro apelou ainda à administração da empresa para melhorar a gestão comercial e financeira e adiantou que gostaria de ver uma atenção muito particular dada à gestão dos clientes em dívida para com a companhia, incluíndo os organismos públicos.

Falando do contrato-programa e das responsabilidades constantes para a EDM, o presidente da empresa, Manuel Cumbe, disse que a sua aplicação depende muito de um esforço comum para pôr termo ao roubo de cabos eléctricos que nas últimas semanas atingiu proporções alarmantes.

A electrificação de Moçambique assenta na energia produzida pela hidroeléctrica de Cahora Bassa que embora com uma capaciade de 14 mil megawatts produz actualmente apenas 2075 megawatts.

A maior parte da energia produzida é vendida para a África do Sul e Zimbabwe ao abrigo de contratos assinados antes da independência de Moçambique, em 1975, e o país consome apenas 5 por cento dessa energia que é recomprada à África do Sul a preço de mercado, muito mais elevado. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH