Ministra do Turismo do Brasil vai à China para estudar abertura de escritório de promoção do Mercosul

29 June 2007

Foz do Iguaçu, Brasil, 29 Jun -A ministra brasileira do Turismo, Marta Suplicy, desloca-se à China em Setembro no âmbito do projecto da abertura de um escritório de promoção do Mercosul naquele país, escreve hoje o Brasilturis Jornal.

Na sua visita à Ásia, para participar no Sri Lanka no Dia Internacional do Turismo, Marta Suplicy visitará também o Japão.

Marta Suplicy, que fez o anúncio por ocasião de um encontro dos ministros do turismo do Mercosul, disse estar convencida de que será possível aumentar o fluxo de turistas chineses e japoneses para o Brasil “de forma bastante rápida”.

A ministra revelou que a Foz do Iguaçu é o destino principal dos turistas japoneses no Brasil pelo que irá diligenciar para que sejam feitos voos directos entre o Japão e aquela cidade fronteiriça da Argentina tendo em conta que as obras de ampliação do aeroporto estarão concluídas em Dezembro.

O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) pretende que o Brasil receba 125 mil turistas chineses por ano em 2010, ultrapassando o número de turistas japoneses que visitam o país.

“Daqui a cinco ou dez anos, é de esperar que mais turistas chineses do que japoneses visitem o Brasil”, disse aos jornalistas Laércio Branco representante do Embratur, à margem da sessão de inauguração da Feira Internacional de Turismo de Pequim (Bite 2007, na sigla em inglês).

Actualmente, o Japão é o maior mercado emissor de turistas da Ásia para o Brasil, com uma média anual de 74 mil turistas, de acordo com dados oficiais brasileiros.

Dados oficiais brasileiros indicam que em 2006 entraram no Brasil 37 mil turistas chineses, contra 18 mil visitantes no ano anterior.

A China atribuiu em 2005 ao Brasil o estatuto de destino turístico aprovado, que permite aos cidadãos chineses viajar em grupo sem necessidade de autorização de saída por parte de Pequim. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH