Moçambique precisa de 2 mil milhões de dólares para plano de desenvolvimento de Tete

4 July 2007

Songo, Moçambique, 04 Jul – A primeira-ministra de Moçambique Luísa Diogo afirmou segunda-feira em Songo que o Plano Estratégico para o Desenvolvimento da província de Tete vai contar com 2 mil milhões de dólares entre 2007 e 2011.

No final de uma conferência provincial para apresentação do documento que teve lugar no Songo, junto à central hidroeléctrica de Cahora Bassa, Diogo disse que 84 por cento da soma anunciada destinam-se à construção ou reconstrução de infra-estruturas económicas e sociais que são da responsabilidade do Estado.

“Quando falo do Estado falo da nossa capacidade de angariar dinheiro no exterior”, disse a primeira-ministra, para acrescentar que “no que respeita a infra-estruturas temos parceiros muito poderosos, como é o caso do Banco Mundial, e é com eles que contamos para realizar aquilo que não conseguimos por falta de recursos”.

O vice-presidente da Confederação das Associações Económicas (CTA), Rogério Manuel, disse mais tarde a jornalistas ser da opinião que o plano estratégico está bem concebido embora existam algumas incongruências na distribuição dos recursos financeiros.

“No decurso da discussão do documento, a CTA sugeriu uma análise para a redistribuição dos investimentos”, afirmou Rogério Manuel, tendo adiantado ter ainda muitas dúvidas uma vez que alguns dos prazos são demasiado apertados “o que nos leva a pensar que algumas das acções não serão completadas”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH