Economia da China vai crescer 10,9 por cento em 2007

5 July 2007

Pequim, China, 05 Jul – A China vai manter em 2007 o rápido crescimento económico que atingirá 10,9 por cento até ao final do ano, previu quarta-feira em Pequim o Centro de Informação Estatal, um instituto de pesquisa governamental.

O produto interno bruto (PIB) do país vai registar uma expansão ligeiramente superior aos 10,7 por cento de 2006, apesar dos esforços governamentais para acalmar o ritmo do crescimento económico, diz o relatório divulgado pelo centro, departamento de investigação da Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento (CNRD), o ministério responsável pela planificação económica do país.

O relatório, publicado pelo jornal financeiro oficial China Securities, considera que a economia chinesa está ainda “num período de expansão”, mas aconselha Pequim a tornar ainda mais rigorosa a gestão macroeconómica no segundo semestre do ano.

Para assegurar a estabilidade do crescimento económico, o centro aconselha o governo a assegurar uma política monetária “estável” mas com “a contracção apropriada”, e defende que o banco central chinês deveria aumentar as taxas de juro e as exigências de reserva monetária que os bancos comerciais têm que depositar junto do banco central.

O Banco Popular da China (central) aumentou já a taxa de juro duas vezes este ano e aumentou por cinco vezes a taxa de reservas bancárias, para tentar controlar a inflação, o investimento em activos fixos e a especulação na bolsa de valores.

As previsões do centro estão em linha com as do próprio banco central chinês, que previu na passada semana uma expansão do PIB de 10,8 por cento com a inflação a situar-se em 3,2 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH