Economistas recomendam indexação da moeda de São Tomé e Príncipe ao euro

5 July 2007

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 05 Jul – Peritos internacionais recomendaram quarta-feira a São Tomé e Príncipe a indexação da moeda nacional, a dobra, ao grupo monetário do euro para obter ganhos nas transacções cambiais e garantir a estabilidade macroeconómica.

A recomendação saiu de uma conferência realizada terça e quarta-feira em São Tomé denominada “Escolha de regime cambial / oportunidade e desafio para São Tomé e Príncipe” organizada pela Universidade Columbia, de Nova Iorque, Estados Unidos da América, em parceria com o parlamento e a associação de jornalistas são-tomenses.

Um dos conferencistas, o professor catedrático da Faculdade da Economia da Universidade da Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro português das Finanças, Luís Campos e Cunha, recomendou às autoridades são-tomense a adesão ao grupo euro por ser a principal moeda aplicada nas transacções comerciais do arquipélago.

Na sua exposição, Luís Campos e Cunha referiu que 86 por cento das exportações e 65 por cento das importações em São Tomé e Príncipe são realizadas com os países da zona euro, nomeadamente Portugal, Holanda e Bélgica, superando claramente o dólar e o franco CFA.

O conferencista defendeu que a indexação de dobra ao euro dará ao país o poder de dispor de uma moeda “sólida e estável” acompanhado de reformas internas no âmbito económico de forma a ganhar maior credibilidade da política monetária.

Argumentou ainda que a adopção do euro tem como benefício “imediato” a redução dos custos de transacção, ao eliminar os custos de troca de moeda nacional pela moeda âncora.

À semelhança de Cabo-Verde, o economista falou da hipótese de São Tomé e Príncipe adoptar um regime de taxa de câmbio fixa face ao Euro de modo a ganhar a disposição a facilidade de crédito do tesouro português para apoiar a balança de pagamento e reforçar as reservas cambias na base de um eventual acordo entre as partes.

Na hipótese do referido acordo cambial, falou da definição de um programa de estabilidade macroeconómico de modo a permitir um acompanhamento da situação económica e financeira de São Tomé e Príncipe, bem como a cooperação na definição e estratégias e objectivos das políticas económicas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH