Governo de Moçambique procura parceiros para adquirir mais um navio-draga

10 July 2007

Beira, Moçambique, 10 Jul – O governo de Moçambique pretende adquirir mais um navio-draga a fim de manter abertos os canais de acesso aos portos do país, afirmou segunda-feira na cidade da Beira o presidente da empresa estatal de dragagens, Tayob Adamo.

Ao usar da palavra na cerimónia de inauguração da nova draga, “Alcântara Santos”, doada pelo Japão, no porto da cidade da Beira, o presidente da Emodraga adiantou que o governo tem estado a negociar com parceiros a concessão de apoio para a aquisição de uma draga com uma capacidade de 2500 metros cúblicos.

A nova draga recebeu o nome de um antigo ministro dos Transportes, falecido aquando do desastre de avião de 19 de Outubro de 1986 que matou igualmente o primeiro presidente do país independente.

A Alcântara Santos, que tem uma capacidade de mil metros cúbicos, foi construída pela empresa japonesa Mitsubishi e custou 2,166 milhões de iénes (cerca de 18 milhões de dólares), tendo o governo japonês custeado igualmente dois meses de formação ao pessoal da Emodraga que vai operar a nova draga. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH