Russa Alrosa junta-se a angolanas Sonangol e Dark Oil no negócio do petróleo e gás em Angola

12 July 2007

Moscovo, Rússia, 12 Jul – A empresa estatal russa Alrosa anunciou que vai entrar no negócio do petróleo e gás natural em Angola, em parceria com as angolanas estatal Sonangol e privada Dark Oil, informou quarta-feira em Moscovo a agência noticiosa russa Ria Novosti.

O acordo, assinado a 9 de Julho em Luanda, prevê que a empresa russa realize sondagens geológicas em depósitos nas províncias do Baixo Congo e Kwanza Norte, entre as bacias de Etocha, Okavango e Cassanje.

O presidente da empresa russa, Sergei Vybornov, considerou recentemente o projecto como “muito promissor” em termos da qualidade dos depósitos e adiantou que a Alrosa vai fazer um investimento inicial de 50 milhões de dólares.

Em Angola, a Alrosa detém 32,8 por cento da Sociedade Mineira da Catoca (SMC), a maior empresa de diamantes do país, participação igual à da concessionária Endiama.

Também a brasileira Odebrecht e a Daumonty participam na SMC, na Lunda Sul, que no ano passado teve receitas próximas de 400 milhões de dólares.

A Alrosa é responsável por perto de um quarto da produção diamantífera mundial e no ano passado vendeu pedras preciosas no valor de 2,86 mil milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH