Moçambique aprova investimento de grupo sul-africano no porto de Maputo

26 July 2007

Maputo, Moçambique, 26 Jul – O governo de Moçambique anunciou quarta-feira ter dado autorização ao grupo sul-africano Grindrod para investir 80 milhões de dólares na expansão dos terminais de carvão e de viaturas do porto de Maputo.

O ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique, António Munguambe, afirmou que o grupo da África do Sul, que controla 95 por cento do terminal de carvão e 12 por cento do porto de Maputo, pretende investir na expansão do porto a fim de ultrapassar a congestão que se verifica nos portos sul-africanos.

Munguambe disse ainda que o terminal de carvão passará a ter uma capacidade de 1 milhão de toneladas por ano quando os traalhos ficarem concluídos em Dezembro e que o terminal de veículos poderá processar 63 mil por ano, capacidade essa que poderá ser aumentada se necessário.

Não obstante investimentos substanciais efectuados nos portos da África do Sul, alguns deles já não dão resposta a solicitações adicionais o que leva alguns operadores a utilizarem como alternativa o porto de Maputo.

Uma das vantagens do porto de Maputo é a proximidade da província sul-africana de Gauteng, onde se encontra a capital comercial e económica do país, Joanesburgo.

O grupo Grindrod controla um conjunto de empresas que fornecem soluções integradas de logística. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH