Comércio de Shenzhen com o Brasil pode quintuplicar, diz Câmara Brasil-China

27 July 2007

São Paulo, Brasil, 27 Jul – O comércio entre o Brasil e a cidade chinesa de Shenzhen tem potencial para se multiplicar por cinco nos próximos anos, afirmou quinta-feira em São Paulo o presidente da Câmara Brasil-China de Desenvolvimento Econômico (CBCDE), Paul Liu.

Liu, que citava projecções comerciais, disse que as relações comerciais entre a cidade chinesa, com destaque para o distrito de Futian, e o Brasil triplicaram nos últimos três anos para 170 milhões de dólares em 2006.

“Quase a totalidade de peças e componentes electrónicos vindos da China para o Brasil vêm dessa região, principalmente de Futian, e há potencial para triplicar novamente, quadruplicar e até quintuplicar esses números da balança comercial entre as duas partes nos próximos anos”, disse Liu em entrevista à macauhub.

Com o objetivo de fomentar o comércio bilateral, a CBCDE organizou no último dia 18 um encontro entre uma delegação de Futian e empresários brasileiros em São Paulo para divulgar as oportunidades de negócios no distrito (pólo tecnológico e financeiro de Shenzhen).

No grupo vindo da China estavam o vice-prefeito de Futian, Hong Cunwei e representantes de empresas instaladas na região, como a Excellence Property Group Co., do sector imobiliário, e Jingfeng Technology Development Co., da área de tecnologia.

Mais de cem empresários brasileiros de vários segmentos também estiveram presentes, além do cônsul económico-comercial da China em São Paulo, Lu Yuzhong.

“Estamos a apresentar a cidade, com destaque para o distrito de Futian, aos empresários de São Paulo para que eles avaliem quais são os melhores negócios, conheçam e decidam quais as melhores opções”, disse o presidente da CBCDE à macauhub.

“A China tem 25 anos de abertura económica, mas os empresários brasileiros raramente conhecem as oportunidades existentes naquele país. Shenzen foi a primeira cidade da nova fase de abertura e o distrito de Futian acabou liderando esse processo, se tornando um pólo de alta tecnologia”, afirmou o presidente da CBCDE.

De acordo com a câmara, 70% das indústrias instaladas em Futian são de alta tecnologia, abrangendo sectores como software, telecomunicações, biomedicina e equipamentos electrónicos, entre outros.

Estão presentes no distrito 70 das 500 maiores empresas do mundo, de acordo com a CBCDE e os investimentos de mais de 60 países em Futian ultrapassam 7,9 mil milhões de dólares.

Em 2006 os negócios gerados com o comércio exterior em Futian atingiram 55 mil milhões de dólares e as exportações chegaram a 26,7 mil milhões de dólares.

Shenzhen é uma zona económica especial chinesa localizada junto à fronteira com Hong Kong. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH