Parceiros da STP/Airways querem voltar a voar para Lisboa

27 July 2007

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 27 Jul – A Taag e a EuroAtlantic, parceiros da nova companhia aérea são-tomense STP/Airways, reúnem-se a 7 de Agosto próximo para definir o futuro da empresa e encontrar uma solução para a interrupção dos voos para Lisboa.

De acordo com a agência são-tomense STP-Press, os vencedores do concurso de privatização da STP/Airways pretendem encontrar uma alternativa para a suspensão daqueles voos, na sequência da interdição da Taag voar para a Europa.

O presidente da STP/Airways, Felisberto Neto, encontra-se em Luanda, depois de tentar sem sucesso encontrar aviões para resolver o problema dos voos para Lisboa.

Os voos bissemanais de São Tomé para Lisboa continuam inviabilizados devido o facto de “não ser fácil”, neste período de Verão, encontrar aviões adaptáveis às características técnicas do aeroporto internacional de São Tomé, que dispõe de uma pista de apenas de 2400 metros de comprimento.

A angolana Taag e a portuguesa EuroAtlantic foram os vencedores do concurso de privatização da STP/Airways, operação que rendeu ao Estado são-tomense dois milhões de dólares, empresa criada na sequência da falência da Air São Tomé e Príncipe. (macauhub)

As autoridades são-tomenses criaram há oito meses a STP/Airways na sequência da falência da então Air São Tomé e Príncipe, que perdeu o seu único avião num acidente aéreo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH