Presidente do Las Vegas Sands diz que casinos de Macau terão dificuldade em competir com o The Venetian

28 August 2007

Macau, China, 28 Ago – O presidente da Las Vegas Sands, Sheldon Adelson, afirmou domingo em Macau estar convencido de que as salas de jogo de Macau terão dificuldade em competir com o The Venetian, que vai albergar o maior casino do mundo.

Com inauguração marcada para hoje, o The Venetian, construído nos aterros do Cotai, entre as ilhas da Taipa e de Coloane, ocupa uma área coberta de 976.000 metros quadrados, tem 3.000 quartos, cerca de 350 lojas, restaurantes, zonas de convenções e exposições, pavilhão polivalente e um teatro de 1.800 lugares.

Em entrevista à agência noticiosa portuguesa Lusa, Sheldon Adelson sublinhou que as facilidades disponíveis e a disponibilizar na zona do Cotai irão colocar dificuldades aos casinos na península de Macau já que é “difícil competir” com os novos projectos.

“Antigamente as pessoas vinham a Macau para jogar e hoje possuem muitas razões para ficarem”, assinalou Adelson ao salientar que Macau dispõe de infra-estruturas fora do universo do jogo capazes de atrair visitantes ao território, embora reconheça que a cidade irá continuar a receber pessoas que entram apenas para ir ao casino.

Sheldon Adelson, que em Maio de 2004 quebrou o domínio de Stanley Ho no sector do jogo em Macau ao abrir o casino Sands, que ainda ostenta o título de maior casino do mundo com cerca de 740 mesas, acrescentou também que a sua empresa “vai continuar” a promover grandes espectáculos em Macau.

Sheldon Adelson mostra-se também confiante que o investimento que pretende efectuar na Ilha da Montanha, adjacente à zona do Cotai mas já no continente chinês, terá início em “breve”.

O investimento em Macau obrigará contudo a uma aposta forte num sistema integrado de transportes e a Las Vegas Sands tem em produção 15 embarcações com capacidade de cerca de 400 passageiros cada para ligações entre Macau e Hong Kong e outras cidades do sul da China, seis aviões, dois helicópteros e 85 autocarros.

Com 26 casinos em funcionamento 24 horas por dia, Macau continua a assistir a crescimentos acima dos dois digitos das receitas das salas de jogo.

Entre Janeiro e Julho de 2007, as receitas brutas do sector do jogo totalizaram 44.500 milhões de patacas (5562 milhões de dólares), o que traduz um aumento de 46 por cento face aos primeiros sete meses de 2006.

A família de Stanley Ho, que além da Sociedade de Jogos de Macau dominada pelo magnata tem a filha Pansy associada aos americanos da MGM e o filho Lawrence com os australianos da PBL, domina o sector em número de salas e de receitas mas o mercado conta ainda com casinos da Las Vegas Sands, Galaxy Resorts, com capitais locais e de Hong Kong, e do norte-americano Steve Wynn.

Com abertura do The Venetian Macau passa a ter 26 casinos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH