Petróleos de Moçambique vai investir na produção de biodiesel

3 September 2007

Maputo, Moçambique, 03 Set – A Empresa Nacional de Petróleos de Moçambique (Petromoc) vai investir 20 milhões de dólares em acções visando a produção de biodiesel no país, afirmou quinta-feira em Maputo o seu presidente Manuel Viola.

Em declarações ao jornal Notícias, de Maputo, Viola adiantou que a empresa vai ainda este ano instalar uma unidade de processamento deste combustível vegetal na província da Zambézia, que se espera sirva de alternativa aos fósseis, cujos custos de importação triplicaram nos últimos três anos, dada a volatilidade dos preços no mercado internacional.

No decurso de uma visita efectuada pela primeira-ministra Luísa Diogo ao pavilhão da Petromoc na 43ª edição da Feira Internacional de Maputo (FACIM-2007), Manuel Viola informou que depois da recentemente inaugurada unidade de produção de biodiesel na Matola, arredores de Maputo, com capacidade de 80 toneladas por dia, a empresa vai continuar a apostar no sector.

“Pensámos poder ajudar a reduzir a factura de importação de combustíveis fósseis. Estão em curso vários estudos para a implementação de projectos, porque, como deve calcular, este tipo de iniciativa pressupõe uma componente agrícola muito forte, para além da parte tecnológica”, referiu Manuel Viola, dando a entender que a maior parte dos 20 milhões de dólares destina-se à produção de matéria-prima.

A ideia é aproveitar o potencial de cultivo de oleaginosas existente no país para a produção de biodiesel, embora dentro de dois anos possa ser a Petromoc a produzir amatéria-prima para alimentar a indústria de biodiesel.

“Estamos a tentar colocar, o mais breve possível, uma unidade na Zambézia para aproveitar ao máximo as oleaginosas lá existentes”, disse Manuel Viola, sem se referir nem ao investimento, nem à capacidade da indústria, tendo em conta que se está ainda na fase de estudos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH