Brasil dará apoio técnico para Moçambique produzir biocombustível

7 September 2007

São Paulo, Brasil, 06 Set – Brasil e Moçambique assinaram quinta-feira, em Brasília, durante a cerimónia que reuniu os presidentes das duas nações, um acordo de cooperação para a produção de biocombustíveis no país africano.

O documento, assinado pelo brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e pelo moçambicano Armando Guebuza, prevê, no longo prazo, intercâmbio técnico entre os países, formação de profissionais moçambicanos para operar no sector de biocombustíveis e apoio do Brasil para programas de comercialização e de uso de biodiesel e etanol em Moçambique.

O acordo inclui a criação imediata de um grupo de trabalho, que reunirá representantes dos dois governos, para avaliar as condições para produzir biocombustível em Moçambique usando o modelo brasileiro.

O grupo terá seis meses para elaborar um plano de acção, sem data definida para ser executado.

Lula afirmou que Moçambique “tem todas as condições de clima e de solo para ajudar a atender à crescente procura mundial por bioenergia”.

O Brasil, de acordo com Lula, tem interesse em investir em sectores e projectos de Moçambique, como infra-estruturas, energia, turismo, habitação popular e transportes urbanos.

“A formação técnica brasileira também poderá contribuir para viabilizar o potencial hidroeléctrico e petrolífero do país”, declarou.

“Gostaríamos de, uma vez mais, convidar os operadores privados brasileiros a tirarem vantagens das oportunidades de investimento que Moçambique oferece”, disse o presidente moçambicano.

Os dois países assumirão os custos da implantação do plano de cooperação para biocombustível, mas está aberta a possibilidade de obtenção de financiamento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH