Ampliação da fábrica da Cervejas de Moçambique na Beira ficará concluída ainda este ano

12 September 2007

Maputo, Moçambique, 12 Set – As obras de ampliação da capacidade de produção da unidade fabril da Cervejas de Moçambique (CDM), na cidade da Beira, deverão estar concluídas antes do final deste ano, garantiu em Maputo o director-geral da empresa.

De acordo com o jornal Notícias, de Maputo, trata-se de um projecto avaliado em 17 milhões de dólares que se prevê duplique a actual capacidade de produção, antes do pico do consumo da cerveja, nomeadamente na quadra festiva.

Estas informações foram dadas recentemente em Maputo, por Roger Smith, aquando da adesão da empresa ao selo “Made in Mozambique”, uma iniciativa destinada à promoção da produção, consumo e exportação de produtos nacionais.

A cerimónia de adesão que foi presidida pelo ministro da Indústria e Comércio, António Fernando, coincidiu com a inauguração de uma nova brassadura.

As obras incluem também facilidades de armazenamento de malte a granel até 2100 toneladas, assim como a expansão da capacidade de fermentação e armazenagem de cerveja através de tanques adicionais.

A Cervejas de Moçambique é detida maioritariamente pela SABMiller plc, que para já compromete-se em continuar a direccionar os seus investimentos para Moçambique, de acordo com as necessidades de mercado. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH