Exportações de Moçambique no 1º semestre cresceram 3,5 por cento

17 September 2007

Maputo, Moçambique, 17 Set – Moçambique exportou bens e serviços no valor de 1179,7 milhões de dólares no primeiro semestre, um aumento homólogo de 3,5 por cento, afirmou sexta-feira em Maputo o porta-voz do Banco de Moçambique.

Por seu turno, as importações ascenderam a 1343,6 milhões de dólares, um aumento homólogo de 3,4 por cento.

Waldemar de Sousa, administrador e porta-voz do banco central, precisou que sem a contribuição dos grandes projectos as exportações moçambicanas atingiram 235,7 milhões de dólares, uma redução de 27,4 por cento relativamente ao período homólogo de 2006.

As exportações moçambicanas cresceram fundamentalmente devido à venda de energia – electricidade e gás natural.

As vendas de electricidade aumentaram 42,5 por cento, tendo a África do Sul adquirido 79 por cento e o Zimbabwe os restantes 21 por cento.

As importações sul-africanas de electricidade moçambicana aumentaram para 4,6 milhões de megawatts no primeiro semestre contra 3,5 milhões um ano antes, com o preço do megawatt-hora pago pela eléctrica sul-africana a ter subido de 17,3 para 20,2 dólares.

Mas as exportações tradicionais de Moçambique sofreram uma quebra, nomeadamente o camarão que caiu 31,8 por cento, uma queda justificada pelo saque dos recursos naturais do país por navios de pesca que operam ilegalmente.

E embora tenha havido um aumento de produção da castanha de cajú, o rendimento gerado pela exportação de castanha caiu 55 por cento e o de castanha processada 39 por cento deve à queda dos preços nos mercados internacionais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH