Brasileira Odebrecht anuncia início de diversos projectos em Angola

18 September 2007

São Paulo, Brasil, 18 Set – A construtora brasileira Odebrecht anunciou segunda-feira o início de diversos projectos em Angola, nomeadamente na capital, Luanda, e em regiões como Benguela, Huambo e Cuanza Sul.

A empresa lançou cinco empreendimentos imobiliários, todos com estrutura completa de lazer, em Luanda, de acordo com um comunicado divulgado pela empresa.

A construtora venceu igualmente contratos públicos para a construção de 186 quilómetros de auto-estradas, entre a capital e outras províncias, e de Benguela para diversos destinos.

A Odebrecht foi contratada, ainda, para executar as obras do Programa de Desenvolvimento Integrado de Infra-estruturas, na província de Cuanza Sul.

O contrato, dividido em três etapas, inclui a reabilitação e construção dos sistemas de abastecimento de água potável, águas residuais, drenagem, iluminação pública e pavimentação das cidades de Sumbe, Porto Amboim e Gabela, em Cuanza Sul.

O prazo para conclusão total das obras é de cinco anos, sendo 18 meses para a conclusão da primeira etapa, referiu o comunicado.

Em Huambo, a Odebrecht vai reabilitar a Barragem do Gove, construída em 1975, alvo de acções de sabotagem no fim da década de 1990, o que diminuiu “drasticamente o seu potencial de produção”, num projecto de 158 milhões de dólares.

Com o novo projecto, serão construídas três novas turbinas, com capacidade de geração de 20 MW, energia suficiente para abastecer as províncias de Huambo, Bié e Benguela.

A Odebrecht será igualmente responsável pela construção de subestações e pela instalação de linhas de transmissão, conclui o comunicado.

Actualmente, a Odebrecht é a construtora brasileira com maior presença no estrangeiro, com a realização de obras em 14 países.

Em Angola, a Odebrecht participa também no projecto diamantífero de Catoca e na construção do primeiro centro comercial de Angola, em parceria com o grupo angolano HO Gestão. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH