Economia da China deverá crescer 11,2 por cento em 2007

18 September 2007

Pequim, China, 18 Set – Exportações em alta, investimento forte e um consumo em crescimento farão com que a economia da China cresça este ano 11,2 por cento contra uma anterior estimativa de 10 por cento, pode ler-se num relatório do Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD).

Divulgado segunda-feira em Pequim em conferência de imprensa, o relatório adianta que a economia da China terá um crescimento de 10,8 por cento em 2008, uma revisão em alta relativamente à previsão de 9,8 por cento efectuada em Março.

Zhuang Jian, economista-chefe da missão permanente do BAD na China, disse que o crescimento da China no primeiro semestre de 11,5 por cento, a taxa mais elevada desde 1994, ficou a dever-se à indústria, particularmente dos sectores como aço, electricidade, produtos químicos e processamento de petróleo.

O relatório do BAD acrescenta que o Índice de Preços no Consumidor deverá apresentar uma taxa de 4,2 por cento este ano e 3,8 por cento em 2008 contra as anteriores previsoes de 1,8 e 2,2 por cento, respectivamente.

O relatório diz ainda que as exportações da China deverão crescer 20 por cento e as importações 16 por cento na segunda metade de 2007, fazendo com que o excedente comercial do ano se situe em 300 mil milhões de dólares, em alta de 60 por cento face ao número de 2006.

No primeiro semestre, as exportações da China cresceram 27,6 por cento e as importações 18,2 por cento elevando o saldo comercial para 112,5 mil milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH