Grupo espanhol investe mais de 200 milhões de euros em Cabo Verde

20 September 2007

Praia, Cabo Verde, 20 Set – Um consórcio espanhol vai investir na ilha da Boa Vista mais de 220 milhões de euros, incluindo a construção de um hotel com dois mil quartos, de acordo com um protocolo quarta-feira assinado na Cidade da Praia.

O investimento anunciado é dos maiores alguma vez feito em Cabo Verde e envolve a Sociedade de Desenvolvimento Turístico das Ilhas da Boa Vista e do Maio (Sdtibm) e o consórcio espanhol Bucan, das ilhas Canárias, composto nomeadamente pela Cabocan, que já investe na ilha do Sal, e pela cadeia de hotéis Riu, também espanhola.

O investimento espanhol na ilha, que tem uma área de 620 quilómetros quadrados e uma população a rondar os cinco mil habitantes, vai ocupar 450 hectares e até 2020 transformará a Boa Vista, de acordo com o presidente da Sdtibm, João Serra.

O protocolo assinado compreende a construção de uma estrada a ligar a ilha de norte a sul (cuja construção começa em Abril de 2008), produção e abastecimento de água e electricidade a toda a ilha, saneamento e apoios para os mais carenciados, para terminar nomeadamente com a existência de barracas e requalificar zonas mais degradadas.

Alem do hotel de cinco estrelas do grupo Riu, com dois mil quartos, o mesmo grupo construirá outro, de 500 quartos.

De acordo com João Serra, a construção da estrada a ligar as duas pontas da ilha está orçada em sete milhões de euros, os dois hotéis custarão ao grupo 150 milhões, os investimentos em água, energia (em 2020 só a Boavista produzirá tanta energia como agora o país inteiro) e saneamento serão de 15,8 milhões, apenas nos próximos três anos.

A curto prazo, os investimentos na Boa Vista chegarão a 223 milhões de euros, mas os responsáveis da Sdtibm e do grupo Bucan estimam que, depois de todo o terreno com infra-estruturas, os investimentos de outros grupos económicos chegarão a 600 milhões de euros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH