Fronteira entre Macau e China continental vai ser ampliada para receber 500 mil pessoas por dia

15 October 2007

Macau, China, 15 Out – O posto fronteiriço das Portas do Cerco entre Macau e Gongbei, em Zhuhai, na China continental, vai ser ampliado de modo a permitir o atendimento de 500 mil pessoas por dia, foi anunciado oficialmente.

Actualmente a fronteira das Portas do Cerco tem capacidade para processar 300 mil pessoas por dia.

As obras devem estar concluídas num prazo de 17 meses pelo que se prevê que o novo posto fronteiriço, com quase o dobro da área (23 mil metros quadrados), possa entrar em funcionamento em 2009.

O Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-Estruturas do governo de Macau está a analisar 18 propostas apresentadas na sequência do concurso público lançado para a realização das obras de ampliação e reformulação do posto fronteiriço.

Em Agosto passado 1,4 milhões de visitantes entraram em Macau, provenientes da China continental, através da fronteira das Portas do Cerco.

Macau recebeu 17,3 milhões de visitantes nos primeiros oito meses do ano.

O governo de Macau acaba também de anunciar que vai abrir concurso público em 2008 para a construção de um metro ligeiro que representará um investimento de 4,2 mil milhões de patacas (525 milhões de dólares).

As obras devem começar no segundo semestre de 2008 ficando concluidas em 2011.

Com 20 quilómetros de extensão o metro ligará a fronteira das Portas do Cerco na península de Macau ao terminal marítimo de Pac-On na ilha da Taipa junto ao aeroporto.

O metro ligeiro de superficie terá 23 estações, funcionará 19 horas por dia e possuirá a capacidade de transportar 8.000 passageiros por hora e por direcção.

Macau possui igualmente uma outra fronteira terrestre na Ponte de Lótus,a na zona entre as ilhas da Taipa e Coloane, mas com pouco movimento turístico. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH